O mercado de trabalho está cada dia mais competitivo, por isso é muito comum que os gestores de equipes e recrutadores tenham dúvidas de como escolher um bom profissional ou aperfeiçoar a equipe na empresa.

A professora Angela Christina Lucas do MBA Pecege em Gestão de Pessoas elencou 5 estratégias voltadas principalmente a líderes de equipes e recrutadores dos recursos humanos. Confira.

Gerencie os conflitos

De acordo com a professora, as pessoas costumam perceber primeiro o que é muito aparente em um conflito. Mas para o gestor é importante ter sensibilidade para entender a causa do conflito.
“O conflito ocorre quando eu acredito que a outra pessoa ou uma decisão tomada por ela vai afetar o objetivo da empresa”, ressalta.

O gestor pode identificar a origem do problema e usar as estratégias mais adequadas para solucionar. A professora definiu quatro formas eficazes que podem ser usadas pelo líder: colocar as partes para conversar e negociar; tomar uma decisão autoritária e dar o caminho; criar uma mediação entre outra equipe; trocar algumas pessoas de áreas, se for necessário.

Incentive a confiança

Rotinas de reuniões podem estimular o grupo a aumentar a relação de confiança. Muitos conflitos acontecem por falta de confiança no colega de trabalho e às vezes no próprio gestor, de acordo com Angela.

“Se eu não confio no outro, eu não compartilho experiência e nem conhecimento com ele”, diz.
Ser transparente com os colaboradores e estar aberto a feedbacks também incentiva a proximidade entre os membros do grupo. Se o líder tirar boas lições dos apontamentos de algum colaborador, a confiança no gestor aumenta e o grupo se mantém fortalecido.

Recrute a pessoa certa

O conhecimento da cultura organizacional e dos valores da empresa ajudam o gestor no processo de recrutamento.
Segundo Angela, durante as avaliações dos candidatos é importante que o gestor tenha conhecimento do tipo de empresa que está atuando e qual profissional se encaixa melhor a estes valores.

“A pergunta que precisa ser feita é que tipo de funcionário contribuirá para a empresa chegar ao objetivo, em termos de valores profissionais e de experiência no mercado”.

Outro ponto decisivo é que o recrutador saiba exatamente onde encontrar esse colaborador.

Busque as competências que faltam

O gestor deve fazer um planejamento de equipe e perceber quais competências ainda fazem falta entre os colaboradores. Essas habilidades podem ser buscadas em candidatos com formações acadêmicas diferentes.

Quando surgem novos cargos, encontrar alguém com disposição já dentro da empresa pode ser mais fácil. “O líder pode realizar treinamentos mais formais com o grupo. A última hipótese é contratar alguém”, fala.

Cuidado com consultorias

Para a docente, é preciso ter cuidado com consultorias e programas de desenvolvimento de equipe que podem ser enganosos. Uma decisão equivocada de levar o grupo para treinamentos pode gerar prejuízo para a empresa e às vezes nem proporcionar os resultados esperados.

“Consultorias para desenvolvimento de equipe também viraram moda, mas será que é necessário em todo caso?”, questiona.

Gostou das dicas? Compartilhe sua experiência com a gestão de pessoas.

Mais recentes

Imagem blog

Digitalização de empresas: o presente e o futuro da economia de mercado

Diante da evolução tecnológica, existe uma tendência de digitalização de empresas. É possível perceber esse movimento...
Imagem blog

Desenvolvedor Full Stack: o profissional multitarefa

Empresas buscam cada vez mais por profissionais que tenham habilidades em diversas áreas para uma atuação multidisciplinar...
Imagem blog

Confira as Soft Skills valorizadas nas carreiras em tecnologia

Soft Skills é o termo que se popularizou entre recrutadores e profissionais para identificar habilidades que desenvolvemos a...

Dúvidas?

Atendimento Acadêmico

+55 (19) 2660-3366

Segunda a sexta-feira, das 8h às 23h

infosfaculdade@pecege.com