Blog

Como não desistir das metas para o próximo ano
Traçar metas é quase um clichê de fim de ano. É só falar em Reveillon que todo mundo saca uma lista com “trocentos” objetivos a cumprir no ano que vai entrar. Geralmente, a maioria desiste dessa lista antes de entrar no segundo mês.

Se manter focado é um dos “segredos” para conseguir cumprir todas as metas até dezembro, mas não é uma tarefa fácil. Em meio às atividades do cotidiano, é comum esquecer dos objetivos e das prioridades e simplesmente se deparar em dezembro com tudo que não conseguiu cumprir o ano todo.

Por isso, o blog da Faculdade Pecege separou algumas dicas para não desistir das metas de fim de ano. Confira abaixo.

Realidade antes de tudo

O primeiro passo para não desistir das metas é estabelecer objetivos que sejam realistas. A dica é sempre perguntar antes se você tem possibilidades de realizar aquilo, em todos os sentidos. Você vai ter condição financeira? Vai ter tempo? Vai ter vontade?

Aqui também vale um alerta para não buscar apenas objetivos fáceis demais de alcançar, o ideal é que sejam desafios e que te façam sair da zona de conforto. Equilíbrio é tudo.

Ponto de partida

Depois de definir metas possíveis, é preciso se organizar para saber por onde começar. Saiba o que é mais importante e priorize o que deve ser feito primeiro. Aí é só se planejar e não deixar nada de fora ou para o “eu do futuro” decidir – geralmente só quer dizer uma desistência.

Se uma das suas metas é fazer um intercâmbio no fim do próximo ano, por exemplo, já comece 2019 pesquisando as formas que se encaixam no seu perfil, indo atrás de documentos e juntando dinheiro. Não adianta deixar tudo para a última hora, isso só vai fazer você desistir e se frustrar porque “não deu certo”.

Não espere as coisas darem certo sozinhas, elas só acontecem se você mesmo for atrás. Você precisa começar de alguma forma.

Positividade

Parece papo “good vibes”, mas uma coisa é certa: se você não for positivo, a tendência é que sua vida também não seja. Não por um fator sobrenatural ou algo do além, mas simplesmente porque se você pensa de forma negativa, tende a tomar decisões baseadas nisso.

Seja positivo, tenha em mente que você consegue cumprir suas metas, isso vai te deixar mais tranquilo para de fato conseguir cumpri-las.

O próprio chefe tóxico

Não se cobre tanto! Você não precisa cumprir todas as metas do ano até abril. Está tudo bem se nem tudo sair como o planejado e você tiver que abrir mão de algumas coisas. Imprevistos acontecem.

Não seja uma pessoa tóxica para você mesmo, se cobrar tanto só vai te fazer mal. Seja flexível, as prioridades podem mudar ao longo do tempo – e seria muito estranho se não mudassem. Entenda que se as coisas derem errado, você pode usar isso como ponto de partida para outras.

Agradeça e relaxe

Por fim: relaxe! Não adianta ficar “bitolado” com as metas o ano inteiro e não conseguir viver a vida de forma plena. Entenda que elas são um norte para que você chegue aos seus objetivos, mas não viva em função de uma lista.

Seja grato pelas coisas boas que aconteceram e continue fazendo o seu melhor em todos os aspectos. Assim a tendência é evoluir sempre e chegar aos seus objetivos com tranquilidade e sabedoria.

Gostou das dicas? Quais são suas metas para 2019? Comente!